Olá! Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.

Começou a vacinação infantil contra a Covid em Lucas do Rio Verde

Primeiras doses estão sendo aplicadas em crianças de 5 a 11 anos com comorbidades ou deficiência permanente, conforme diretrizes do Ministério da Saúde

 (Foto: Ascom Prefeitura/Anderson Lippi)

A vacinação contra a Covid em crianças de 5 a 11 anos começou em Lucas do Rio Verde na manhã desta quinta-feira (20). Miguel, de 9 anos, foi um dos primeiros a tomar a dose infantil do imunizante da Pfizer na capital do agronegócio.

?Eu estou feliz. Não doeu?, disse Miguel, portador de hidrocefalia, logo após receber a dose da vacina no PSF VII Jardim Primaveras.

A mãe do menino, dona de casa Cláudia Dias, comemorou o início da vacinação pediátrica. "É só alegria daqui pra frente. Estou muito feliz mesmo".

Conforme o esquema de vacinação da semana, hoje (20) e amanhã (21), a aplicação das doses pediátricas está sendo feita nos PSFs VII Jardim Primaveras e XIII Parque das Américas, por agendamento no site da prefeitura. Nestas duas unidades, as salas de vacina estão exclusivas para atendimento do imunizante infantil.

A previsão, conforme expectativa da Saúde, é vacinar 7.638 crianças de 5 a 11 anos em Lucas do Rio Verde. Para a primeira remessa, o município recebeu 460 doses. Nesta quinta-feira, 24 crianças luverdenses foram vacinadas.

Meninas e meninos serão imunizados em ordem de idade decrescente, dos mais velhos para os mais novos. Para a vacinação, as crianças devem estar acompanhadas dos pais ou responsáveis e ter em mãos os documentos obrigatórios: cartão de vacinas, certidão de nascimento, RG, CPF e laudo médico comprovando a deficiência ou patologia.

?A vacina possui dosagem e composição específicas. Além disso, os frascos têm a tampa da cor laranja para diferenciar das doses já usadas em outras faixas etárias?, explicou a coordenadora municipal da Vigilância em Saúde, enfermeira Cláudia Engelmann.

O Ministério da Saúde orienta que haja nas crianças uma observação de 20 minutos, após a aplicação da dose pediátrica, dentro do posto de vacinação. A ideia é dar mais segurança aos pais, por ser um imunizante novo.

Assim como outras vacinas, a dose pediátrica também pode causar algumas reações comuns, como dor no local da aplicação, febre e sensação de mal-estar.

A segunda dose para crianças de 5 a 11 anos deve ser aplicada 2 meses após a primeira.

A recomendação é que haja um tempo mínimo de 15 dias entre a aplicação da vacina contra a Covid e qualquer outra vacina do calendário infantil.

20/01/2022 | Ascom Prefeitura/Ramos Júnior


Mais Noticias

23/05/2022 | Lucas do Rio Verde

Expansão de Lucas do Rio Verde será discutida em audiência pública

O perímetro a ser expandido, cerca de 30%, consta no Plano Diretor do município

23/05/2022 | Lucas do Rio Verde

Troca de cartões Ser Família Emergencial será na Secretaria de Assistência Social

Beneficiários que ainda não efetuaram, devem providenciar a troca até o dia 31 de maio

23/05/2022 | Lucas do Rio Verde

Secretaria de Saúde terá horário noturno para vacinação nesta semana

Dias 25 e 26 e maio, quatro unidades de saúde atenderão das 17h às 21h

23/05/2022 | Lucas do Rio Verde

Comjuve marca presença na 4ª Conferência Estadual da Juventude em Cuiabá

Evento tratou de políticas públicas para os jovens e elegeu delegados para a Conferência Nacional da Juventude

VEJA MAIS