Saúde alerta sobre vacinação contra sarampo

As pessoas que tem dúvidas se tomaram a vacina, podem procurar os PSFs com a caderneta de vacinação para verificação
Imagem Ilustrativa

A Secretaria Municipal de Saúde está alertando a população luverdense sobre a importância da vacinação contra o sarampo. A campanha nacional começará no dia 06 de agosto para crianças de 1 ano a menores de 5 anos de idade.

O pediatra Jaime Floriano explica que o sarampo é uma doença viral e potencialmente grave. “De todas as doenças virais que nós temos, o sarampo é uma das mais agressivas pela facilidade de transmissão. Até 2016, o sarampo estava praticamente extinto e agora estão sendo registrados novos casos no Brasil”.

O médico salienta que “a doença tem um período de incubação de uma semana a 18 dias, após este período, o sarampo se manifesta com febre alta, com tosse, conjuntivite, ardência nos olhos, e após cinco dias do início dos sintomas, surgem as pintas no corpo”.

A coordenadora da Vigilância em Saúde, Keli Paludo, pontua que os três casos registrados no Mato Grosso ainda estão sob investigação e em Lucas do Rio Verde não casos da doença. “Não queremos que estas doenças voltem, a vacina está disponível nas unidades básicas de saúde, é só os pais levarem os filhos para vacinar. A partir de 06 de agosto vamos ter campanha de atualização de vacinação contra sarampo e poliomielite para facilitar o acesso à vacina”.

Keli ainda relata que a recomendação do Ministério da Saúde é que todas as crianças sejam vacinadas aos 12 meses de vida e aos 15 recebam a segunda dose da vacina. “A cobertura da primeira dose está satisfatória, o que acontece em alguns casos, é que os pais não levam os filhos para tomar a segunda dose. Por isso, pedimos que os pais fiquem atentos a caderneta de vacinação dos filhos e a mantenham atualizada”.

As pessoas que tem dúvidas se tomaram a vacina, podem procurar os PSFs com a caderneta de vacinação para verificação. O Ministério da Saúde disponibiliza duas doses para os indivíduos entre 12 meses e 29 anos. Para as pessoas na faixa de 30 e 49 anos que não têm comprovação de vacina é aplicada uma dose única.

A doença

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmissível e extremamente contagiosa. Complicações infecciosas contribuem para a gravidade do quadro, particularmente em crianças desnutridas e menores de um 1 ano.

Os sintomas incluem febre alta acima de 38,5°C; erupções na pele; tosse; coriza; conjuntivite; e manchas brancas que aparecem na mucosa bucal, conhecidas como sinais de Koplik e que antecedem de um a dois dias antes do aparecimento da erupção cutânea.

A transmissão do sarampo acontece de quatro a seis dias antes e até quatro dias após o aparecimento do exantema. O período de maior transmissibilidade ocorre dois dias antes e dois dias após o início da erupção cutânea.

10/07/2018 | Ascom Prefeitura/Francieli Cela