Preso morre com meningite e visitas no maior presídio de MT são suspensas

Visitas de familiares aos detentos da Penitenciária Central do Estado (PCE) foram suspensas no sábado (5) e no domingo (6), mas devem ser retomadas nesta semana após laudo apontar que doença não é contagiosa.
Cristina Mayumi/TVCA

As visitas de familiares aos detentos da Penitenciária Central do Estado (PCE) foram suspensas no sábado (5) e domingo (6), em razão da morte de um preso por meningite. Luiz Freideriano de Souza, 48 anos, morreu no sábado.

No entanto, três dias depois, o laudo apontou que a causa morte foi a meningite pneumocócica que tem baixa probabilidade de contágio.

Com isso, de acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp), as visitas devem ser retomadas em breve e que a suspensão foi uma forma de prevenção, uma vez que não havia certeza se a doença era contagiosa ou não.

A doença

A meningite pneumocócica é um tipo de meningite grave, causada pela bactéria Streptococcus Pneumoniae, que é a mesma que pode provocar o desenvolvimento de pneumonia.

Geralmente, este tipo de bactéria está presente no nariz ou garganta, mas mantém-se adormecida, não causando qualquer tipo de sintoma.

A melhor forma de evitar a meningite pneumocócica é através da vacinação, porque a doença não pode ser transmitida de uma pessoa infectada para outra saudável.

08/01/2019 | G1 MT