Pais serão avisados por mensagem de celular sobre faltas de alunos em MT

Proposta é diminuir a evasão escolar e possibilitar acompanhamento da rotina dos alunos. Projeto será aplicado em 240 escolas a partir do dia 21 deste mês.
Rafaella Zanol - Gcom/MT

Pais e responsáveis de alunos serão avisados por mensagem de celular sobre as faltas dos filhos durante o período escolar. O projeto ‘Correção de Fluxo’, da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc), será aplicado em 240 das 763 escolas estaduais. A ideia é diminuir a evasão escolar nas unidades e possibilitar que as famílias acompanhem a rotina dos alunos.

De acordo com a Seduc, o projeto será aplicado, inicialmente, em 240 escolas, que atendem alunos do 6º ano do ensino fundamental até o ensino médio. A partir do dia 21 de agosto, os pais dos alunos das escolas estaduais serão avisados por mensagem de texto, no celular, sobre as faltas dos filhos durante os dias letivos.

Para acessar o aplicativo, os professores não vão gastar o pacote de dados do celular, já que funciona em lugar sem Wi-fi ou 3G. As mensagens de texto encaminhadas aos pais também não vão gerar custos aos professores.

O aplicativo, desenvolvido por uma empresa de tecnologia, será disponibilizado aos professores, que terão acesso a um diário de classe eletrônico. Nesse diário os profissionais vão poder lançar conteúdos e o controle de frequência dos alunos.

No final do dia, os pais ou responsáveis serão avisados por meio de uma mensagem de texto no celular. Os pais serão informados especificamente sobre as disciplinas das aulas em que o aluno faltou. A Seduc também será avisada e saberá como anda a frequência de cada estudante.

Os pais podem se cadastrar de duas formas: por rede social ou pelo telefone 0800 87 87 900. Em seguida, é só aguardar o projeto entrar em funcionamento para receber os acompanhamentos.

Na próxima semana, profissionais da Seduc vão percorrer quatro regiões de Cuiabá para apresentar o aplicativo para a comunidade escolar. O primeiro encontro será na terça-feira (15) na Escola Estadual Presidente Médici, às 9h, e vai envolver dez escolas da rede. Pais e professores vão poder interagir tirar dúvidas e até mesmo fazendo seus cadastros no aplicativo.

O projeto é piloto, então, os seis primeiros meses é gratuito. Após o prazo caberá ao governo decidir se continua ou não com a ação com base nos resultados obtidos.

Evasão

O índice de evasão escolar em Mato Grosso subiu de 2014 para 2015. Em 2015 um total de 21.290 alunos da rede estadual de ensino deixaram de frequentar as salas de aula. Esse número corresponde a 6,4% dos estudantes matriculados naquele ano.

Em 2014 o percentual foi menor. Ao todo, 20.043 alunos, o correspondente a 5% do total de alunos matriculados, pararam de frequentar a escola.

11/08/2017 | G1 MT