Menos de 35% da população de MT diz praticar esporte ou atividade física

Dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2015 e consideram população com 15 anos ou mais. No estado, homens dizem fazer mais exercício do que as mulheres.
Zaqueu Proença

Menos de 35% da população de Mato Grosso tem o hábito de praticar algum tipo de esporte ou atividade física, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2015. O levantamento foi feito com pessoas de 15 anos ou mais e apontou também que os homens fazem mais exercícios que as mulheres. A pesquisa foi feita entre setembro de 2014 e setembro de 2015.

Os dados suplementares são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No estado, foram ouvidas 2.508 pessoas com 15 anos ou mais. Desse total, apenas 869 afirmaram ter praticado atividade física no período da pesquisa.

Em comparação com os outros estados do Centro-Oeste, Mato Grosso tem o menor número de “esportistas”. Ao todo, 34,7% da população diz ter praticado exercício físico. O Distrito Federal lidera o ranking com 50,4% dos moradores. Em Mato Grosso do Sul e Goiás o percentual é de 41% e 40,1%, respectivamente.

No Brasil, Alagoas ficou em último lugar, com apenas 29,4% de respostas positivas.

Segundo o IBGE, os principais motivos apontados para o sedentarismo são falta de tempo e problemas de saúde ou a idade avançada – o que, segundo a pesquisa, indica que a falta da atividade está menos relacionada à infraestrutura disponível e à renda.

Para o professor e coordenador do curso de educação física da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Artur Bessa, falta motivação e “consciência da importância da atividade física para o bem-estar da população”.

O calor predominante no estado, porém, também pode contribuir para o baixo número de “esportistas”. “O calor de Mato Grosso incomoda. As cidades têm uma temperatura muito elevada e, em alguns meses do ano, o ar é muito seco. Isso pode fazer com que, nesse período, as pessoas se afastem das atividades físicas e fiquem desestimuladas”, afirmou Bessa.

Gênero

Em Mato Grosso, de acordo com o IBGE, os homens afirmaram praticar mais exercícios que as mulheres. Ao todo, 36,4% dos entrevistados disseram que praticam alguma atividade. Por outro lado, 33% das mulheres afirmaram se exercitar.

Para Bessa, a diferença entre os gêneros é cultural. “Os homens, desde pequeno, são incentivados a praticar esportes. As mulheres, ao contrário, são estimuladas a não se exercitarem”, afirmou.

 

Investimentos

No estado, 75,2% da população acredita que o poder público deveria investir mais no setor. Por outro lado, outros 8,3% acha que o governo não deve gastar com esporte.

18/05/2017 | G1 MT